Seguidores

Pesquisar este blog

PARA SALVAR AS IMAGENS, CLIQUE NAS IMAGENS PARA VISUALIZAR MELHOR.

1. Escolha a imagem;
2. Clique no botão direito do mouse;
3. Escolha a opção “Salvar Imagem Como ...”
4. Escolha o local a ser salvo a imagem;
5. Clique em salvar e pronto.

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Teoria Sócio-histórica ( VYgotsky) - Sócio-Interacionista


-Conhecimentos desenvolvidos pela interação entre a criança, o meio, o objeto e as pessoas.
-O conhecimento é construído pela criança em interação como objeto de estudo, a partir das relações estabelecidas nesse processo.
- O conhecimento é interdisciplinar e contextualizado, mas leva em consideração a historicidade dos assuntos em questão para a construção do conhecimento.
- As estratégias mentais são estimuladas a partir do conceito de Zona Proximal para estabelecerem novas estratégias que estão prontas para ser apreendidas.
- Privilegia a interação entre o meio em que o objeto está e foi produzido e as relações afetivas e mentais envolvidas.
- O ensino valoriza o contexto sociocultural e histórico dos alunos e dos níveis de elaboração do conhecimento.
- A interação e organização de situações de aprendizagem que envolvam o aluno em análise e reflexões são fundamentais para o método.
- Neste processo são fundamentais a pesquisa e o entendimento global dos conteúdos abordados.
- A formação das crianças leva em consideração os valores socialmente construídos na perspectiva de estabelecer um "novo" homem, sempre melhor.
- O aluno, antes de tudo, é um ser historicamente construído, devendo desenvolver hipóteses para estruturar seu raciocínio.
- O professor elabora situações de aprendizagens e conflitos.
- O professor procura fazer com que os alunos estabeleçam o levantamento de hipóteses de acordo com os conhecimentos que têm.
- O professor compreende conceitos e vivências reveladas pelo aluno a partir de seu universo histórico e sociocultural.
- O professor media as interações entre alunos e o ambiente como um todo.
- O professor propõe situações que ampliem o universo do aluno a partir de estímulos de que a criança é capaz, mas ainda não teve necessidade de aplicá-lo.
- É a pessoa que tem a função de propor atividades buscando desenvolverm as competências e as habilidades do aluno ainda não efetivadas por não ter tido oportunidades.
- O aluno é um ser emitente, inquieto, à procura de respostas às indagações, atento às informações de que o ambiente proporciona.
- O aluno é tido como investigador, instigado a ampliar sua percepção. Deve estar alerta aos diversos aspectos.
- O aluno procura construir o conhecimento como um todo, tornando o aluno um ser pensante.
- As atividades didáticas são em rede, dinâmicas, organizadas por área de conhecimento e temas geradores.
- As atividades são centradas em projetos e resoluções de problemas, brotados da vivência dos alunos, seus interesses e necessidades.
- A maioria das atividades são de práticas grupais, interativas e contextualizadas, buscando o levantamento das opiniões próprias dos alunos.
- O erro é afonte de investigação. É como se ele não existisse, pois o aluno, na verdade, desenvolveu um raciocínio lógico que levou àquele resultado e é a partir da visão do erro que forma a pesquisa do qual o conhecimento vai ser reelaborado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita em meu Blog! Deixe um comentário!

CANAL PEDAGÓGICO

Comente:

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também