Seguidores

Pesquisar este blog

PARA SALVAR AS IMAGENS, CLIQUE NAS IMAGENS PARA VISUALIZAR MELHOR.

1. Escolha a imagem;
2. Clique no botão direito do mouse;
3. Escolha a opção “Salvar Imagem Como ...”
4. Escolha o local a ser salvo a imagem;
5. Clique em salvar e pronto.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Trabalhando com as histórias infantis

A família dos contos de fadas

Trabalhando as histórias infantis é possível mostrar às crianças as diferenças na composição das famílias

Objetivos:
★ Elencar tipos variados de formação familiar a partir da pesquisa literária e leitura de imagem;
★ Representar por meio do desenho a família e pesquisar a história e a formação de cada uma para que as crianças se conheçam melhor e reforcem sua noção de identidade.


A sociedade é composta de núcleos familiares cada vez mais variados, cada qual com suas próprias características sociais e culturais. Elaborar propostas de atividades que trabalhem a formação pessoal e social da criança e a construção de sua identidade é um dos objetivos da Educação Infantil. Segundo a arte-educadora da Prefeitura de Taubaté, Gabriela Fernanda Mariano, as atividades com o tema "família" devem criar vivências e experiências que favoreçam a construção do sujeito dentro de uma sociedade tão diversificada. "A criança deve ser estimulada a ampliar as hipóteses do mundo em que vive e pertence, dessa forma, compreendendo as questões que envolvem as relações sociais e desenvolvendo as capacidades globais e seus esquemas simbólicos de relacionar-se com os outros e consigo mesma. Ela deve compreender que a sua família pode ser diferente do colega e que existem vários formatos de família", explica Gabriela.

Nesse sentido, a arte-educadora comenta que trabalhar com os contos de fadas é enriquecedor, pois existem vários núcleos familiares diferentes no universo dos contos de fadas. "O núcleo familiar da Chapeuzinho Vermelho é a mãe e a filha; João e Maria tem madrasta e o Peter Pan não tem os pais. Os contos de fadas trazem uma grande carga simbólica que favorece a abordagem desse tema, sobretudo nessa faixa etária", afirma Grabriela e completa: "O trabalho sobre a família também ficará mais amplo se o professor utilizar a leitura de imagem. Vários artistas retrataram diferentes famílias: Fernando Botero, Tarsila do Amaral e Bruno Giogi são alguns exemplos."

Primeira aula

Escolha duas ou três histórias para ler. Leia uma história em cada aula, que pode ser: Peter Pan, Chapeuzinho Vermelho, Os três Porquinhos, João e Maria, João e o Pé de Feijão e Branca de Neve.

Segunda aula
Faça uma roda de conversa caracterizando a família da história lida, quem são os membros, onde vivem e o que acontece na história. Proponha o desenho sobre o conto de fada escolhido.

Terceira aula
Confeccione um fantoche de um personagem da história contada.

Quarta aula
1. Exponha as obras dos diferentes artistas retratando as diversas famílias e converse com os alunos sobre as obras escolhidas.
2. Peça para que os alunos tragam uma foto de sua família ou dos membros de sua família e monte um painel com as fotos e as telas escolhidas

3. Depois, faça uma roda de conversa sobre as diferentes famílias e peça para que as crianças produzam um desenho da própria família.

Quinta aula
Confeccione um porta-retrato e coloque a foto da família.

Culminância
Exposição dos porta-retratos com as fotos e os fantoches.

Porta-retrato de E.V.A.

Materiais:
★ Tesoura
★ Tesoura de picotar
★ Cola branca
★ Régua
★ Lápis
★ Estilete
★ Papelão
★ Folhas de E.V.A. coloridas
Como fazer:
1. Corte o papelão na medida que desejar, mas para ficar no tamanho padrão de uma foto: 20 x 15 cm.
2. Marque e corte a folha de E.V.A. na mesma medida.
3. Cole a folha de E.V.A. no papelão.
4. Corte quatro triângulos com a tesoura de picotar em outra folha de E.V.A. de outra cor.
5. Cole os triângulos para fazer as bordas nas bases do quadrado. Importante deixar a parte de dentro do triângulo sem cola.
6. Decore na maneira que desejar. Você pode colar corações de E.V.A., botões, lantejoulas etc.
7. Depois, é só encaixar a sua foto por dentro dos triângulos.

fonte:   http://revistaguiainfantil.uol.com.br/professores-atividades/115/artigo273559-1.asp

Trabalhando o Conto Infantil

Cachinhos Dourados

Trabalhe proporção e musicalização por meio dessa conhecida história infantil


Objetivos:
★ Trabalhar a oralidade e a musicalização;;
★ Estimular a imaginação;
★ Distinguir os sons graves e agudos por meio da imitação vocal e de instrumentos confeccionados com materiais reciclados;
★ Empregar o conceito de tamanho (pequeno, médio e grande);
★ Desenvolvimento e percepção do ritmo.
Faixa etária: 4 a 6 anos.


As histórias infantis são as melhores ferramentas a favor de um professor em sala de aula. Se o profissional de Educação souber usá-las de forma a explorar todos os seus recursos, poderão fazer do processo ensino-aprendizagem um momento único e inesquecível aos alunos.

Para a aula "Hora do Conto", a professora de Educação Infantil do Colégio Scaranne, Nivian de Almeida Alves, preparou fantoches com os personagens da história Cachinhos Dourados e os Três Ursos com objetivo de obter o resultado desejado nas atividades apresentadas a seguir, pois, quando se trabalha ludicamente, é possível ajudar a criança a explorar o imaginário, a interpretação, a dramatização e o reconto, facilitando também, o aprendizado e despertando o interesse nas atividades propostas.

Por meio desse conto, além da oralidade, da Matemática (conceito de tamanho pequeno, médio e grande), a professora escolheu trabalhar também a musicalização para a apresentação/ identificação do som grave e do som agudo.

Nivian iniciou a apresentação desses sons durante a contação da história, imitando os sons vocais do Papai Urso (grave) e do Bebê Urso (agudo). Assim, os alunos notaram a diferença com o som grosso (grave) e com som fino (agudo) dos respectivos personagens.



Trabalhe proporção e musicalização por meio dessa conhecida história infantil.

1. Leia a história Cachinhos Dourados para seus alunos, reforçando e fixando o som grave (Papai Urso) e o som agudo (Bebê Urso).

Essa história é ótima para trabalhar de forma lúdica conceitos de Matemática, como proporção (pequeno, médio e grande), então aproveite a hora do reconto e trabalhe esse assunto com os elementos presentes na história: as tigelas, as cadeiras e as camas.

O professor também pode fazer fantoches da Família Urso em tamanhos diferentes, que mostrem concretamente essas proporções.


Para a musicalização, confeccione com eles um instrumento musical, fabricado com sucata.

Chocalho Bebê Urso: SOM AGUDO
 
Materiais:
★ 1 garrafa pet (230 ml)
★ arroz

Preencha a garrafa PET com arroz "aproximadamente ¼ dela" e decore a seu gosto com uma figura de urso.

Quando as crianças chacoalharem as garrafas, descobrirão que elas emitem sons diferentes. Peça, então, para ela identificar qual é o som mais grave (feijão) e qual é o mais agudo (arroz).

Chocalho Papai Urso: SOM GRAVE
 
Materiais:
★ 1 garrafa pet (600 ml)
★ feijão ou pedras
Preencha a "Cachinhos Dourados" para seus alunos, reforçando e fixando o som grave (Papai Urso) e o som agudo (Bebê Urso).

Hora da Música

Melodia - Peixe-vivo
Som grave - Utilize o chocalho com feijão
Bis Papai Urso quando chega
Vem faminto pra comer

Bis Bem nervoso ele pergunta,
Quem comeu,
Quem comeu,
Quem comeu o meu mingau?


Dica esperta!
Solicite que as crianças acompanhem o ritmo da música utilizando o, "chocalho urso," sendo dois curto e um longo, mantendo, assim, o ritmo da música. No trecho "Bem nervoso ele pergunta", mantenha o ritmo de um longo. "Quem comeu, quem comeu..." Somente com a voz, ora trabalhando com o som grave para o Papai Urso, ora com o som agudo para o Bebê Urso.

Dica esperta!
Para a sala em que os alunos terão pela primeira vez uma aula com som grave e agudo, seria interessante para essa apresentação que a professora confeccionasse um chocalho com uma garrafa pet de 2 litros para o som grave e uma garrafa de 230 ml para o som agudo, assim, os alunos poderão distinguir com facilidade a diferença desses sons. Pois quanto maior for o objeto, maior será o som grave.


Fonte:   http://revistaguiainfantil.uol.com.br/professores-atividades/115/artigo273583-3.asp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita em meu Blog! Deixe um comentário!

CANAL PEDAGÓGICO

Comente:

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também