Seguidores

Pesquisar este blog

PARA SALVAR AS IMAGENS, CLIQUE NAS IMAGENS PARA VISUALIZAR MELHOR.

1. Escolha a imagem;
2. Clique no botão direito do mouse;
3. Escolha a opção “Salvar Imagem Como ...”
4. Escolha o local a ser salvo a imagem;
5. Clique em salvar e pronto.

domingo, 20 de abril de 2014

21 de Abril Dia de Tiradentes



Joaquim José da Silva Xavier nasceu na Fazenda do Pombal, entre São José (atual Tiradentes) e São João Del-Rei, em Minas Gerais, tendo sido batizado a 12 de de Novembro de 1746. Faleceu em 21 de abril de 1792, no Rio de Janeiro.
Era alferes de cavalaria de linha e se ligou aos intelectuais mineiros que tramavam um movimento de libertação nacional. Ardoroso propugnador da rebelião, acabou por ser único justiçado, após ter chamado a si toda a responsabilidade, inocentando os principais cabeças do movimento.
Depois de experimentar várias profissões, exerceu por algum tempo a de dentista prático, de onde lhe veio o cognome de Tiradentes.
Ligou-se à intelectualidade mineira da época, como José Álvares Maciel, Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antonio Gonzaga, José Alvarenga Peixoto, Freire de Andrada, Toledo Piza etc., dedicando-se de corpo e alma ao movimento de libertação nacional que esses himens propugnavam. Entusiasmado, resolveu viajar ao Rio de Janeiro, procurando arregimentar mais gente para sua causa. Falava, às claras, sem nada a temer. Mas houve três delatores: Malheiro do Lago, Inácio Pamplona e, principalmente, o Coronel Joaquim Silvério dos Reis, que entregou Tiradentes às autoridades portuguesas.
No terceiro dia de interrogatório, Tiradentes acabou por dizer que fora ele a iniciar o movimento sem auxílio alheio.
Foi condenado à morte junto com 10 companheiros. Mas estes últimos tiveram sua pena comutada por carta régia de D. Maria I, e transformada em degredo perpétuo.
Segundo as crônicas da época, Tiradentes enfrentou a morte com muita coragem. Foi enforcado, deceparam-lhe a cabeça para ser exposta no mais alto poste de Vila Rica. A casa e o terreno onde morava foram salgados para que ali não mais crescesse qualquer tipo de vegetação.

Referência: Atualidades Pedagógicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita em meu Blog! Deixe um comentário!

CANAL PEDAGÓGICO

Comente:

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também