Seguidores

Pesquisar este blog

PARA SALVAR AS IMAGENS, CLIQUE NAS IMAGENS PARA VISUALIZAR MELHOR.

1. Escolha a imagem;
2. Clique no botão direito do mouse;
3. Escolha a opção “Salvar Imagem Como ...”
4. Escolha o local a ser salvo a imagem;
5. Clique em salvar e pronto.

domingo, 10 de janeiro de 2016

Sala de aula ideal










Sugestões didáticas retiradas da revista Educação Infantil Ano V nº 27

painel sala de aula

Painel para a sala da minha turminha do Maternal II, ano 2015, confeccionado pela profª Zita. 

PLANEJAMENTO DE ENSINO ANUAL BERÇÁRIO I






INSTITUIÇÃO: 
MUNICÍPIO: 
TURMA: Berçário I
COORDENAÇÃO
DIREÇÃO: 

JUSTIFICATIVA

Esta fase é marcada pelo toque corporal, pelo tom de voz e expressão, ou seja, todas estas (re)ações constituem ponte para que o bebê ao observá-las possa interagir e agir sob o meio cultural que o cerca. Deste modo, atividades criativas são importantes canais de possibilidades de aprendizagem.

OBJETIVO GERAL

Proporcionar as crianças um ambiente lúdico que venha promover os seus desenvolvimentos psíquicos, físicos, sociais e emocionais, respeitando sua maturidade.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

Transmitir ambiente acolhedor e seguro;
Trabalhar capacidades expressivas;
Desenvolver formas alternativas de consciência corporal;
Desenvolver formas alternativas de locomoção;
Relação de independência com o ambiente vivido;
Explorar e utilizar movimentos de preensão, encaixe, lançamento, etc;
Expressar sensações e ritmos corporais através do gestual e linguagem oral;
Desenvolver a audição, percepção e descriminação das diversas
manifestações sonoras

CONTEÚDOS

Cuidados básicos de higiene e saúde;
Participação em brincadeiras de “esconder e achar e em brincadeiras de imitação”
Estimulação verbal, através de conversas, audição de músicas, sons de
brinquedos, etc;
Estimulação na hora do banho com conversas, cantos, nomear partes do corpo, etc;
Estimular e incentivar a criança na buscar de objetos com mãos, arrastando-se ou engatinhando até que consiga andar;
Estimulação tátil, através de carícias e afago;
Estimulação visual, através de objetos coloridos, vídeos e livros de histórias com sons e coloridos;
Incentivo e estimulação com brinquedos de encaixe;
Interesse e incentivo em alimentos e comer sem ajuda (segurar a mamadeira ou copinho comas mãos);
Trocas de roupas e fraldas sempre que necessário;
Músicas com gestuais e cantigas de roda;
Incentivo à oralidade com músicas, histórias, conversas, etc;
Realizações de pequenas ações cotidianas para que obtenha autonomia
gradualmente;
Expressão e manifestação de desconforto ante a presença de urina e fezes;
Estimular a autonomia e identidade através do reconhecimento da imagem (atividade com espelho);

ADAPTAÇÃO:

Sabe-se que o primeiro contato que a criança tem com a escola é um momento único e especial, tanto para a família quanto para a escola. Partindo desse pressuposto, é fundamental que o educador receba as crianças com o maior afeto possível, demonstrando simpatia e principalmente mostrando segurança para os pequenos iniciantes do convívio escolar.

MOVIMENTO

É a partir do primeiro ano de vida que o bebê realiza conquistas no plano de sustentação do próprio corpo, representadas em ações como virar-se, rolar, sentar-se, etc. Estas conquistas antecedem e preparam o aprendizado da locomoção…(RCNEI, Vol. 3, p. 21).
Oportunizar atividades pedagógicas através de gestos, posturas, ritmos para se
expressar e se comunicar;
Explorar o movimento do próprio corpo em brincadeiras que envolva o canto;
Exploração do próprio corpo nas atividades de higiene como o banho, escovação de dentes e lavagem das mãos;
Atividades que permita a descoberta da própria imagem e do outro refletida no
espelho;
Mímicas faciais e gestuais, caretas, imitação de bichos, onomatopeias,
etc;
Incentivar o uso do raciocínio através de brincadeiras recreativas (faz-deconta)
valoriza a auto-estima da criança.
Brincadeiras de roda ou de danças;

AVALIAÇÃO
A avaliação do movimento deve ser contínua, levando em consideração os processos vivenciados pelas crianças, constituindo-se em um instrumento de reorganização de objetivos, conteúdos, procedimentos, etc. Todo este trabalho deve ser feito através de observação e registro dos progressos dos pequeninos.

MÚSICA

A música é a linguagem que se traduz em formas sonoras capazes de expressar e comunicar sensações, sentimentos e pensamentos, por meio da organização e relacionamento expressivo entre som e o silêncio. (RCNEI, Vol. 3, p. 45).
Exploração de materiais e a escuta de obras musicais;
Imitação de sons vocais, corporais ou produzidos por instrumentos musicais;
Participação em brincadeiras que tenha músicas e jogos cantados;
Ouvir e cantar canções de ninar na tranquilização de bebês;
Interagir com brinquedos e materiais sonoros como guizos, chocalhos, blocos,
sinos, tambores, etc;

AVALIAÇÃO

 A avaliação na área da música tem um caráter instrumental, ou seja, são consideradas como experiências prioritárias para a aprendizagem musical com atenção para o ouvir, expressar-se por meio de da voz através da melodia.

ARTES VISUAIS

 Ao final do primeiro ano de vida, a criança já é capaz ocasionalmente, manter ritmos regulares e produzir seus primeiros traços gráficos …(RCNEI, Vol. 3, p. 91).
Ampliação do conhecimento de mundo manipulando e explorando diferentes objetos e materiais como texturas, tecidos, massinha de farinha de trigo, tinta a base de anilina e trigo, etc;
Observação e identificação de imagens diversas;

AVALIAÇÃO
A avaliação na área da Artes deve explicitar as conquistas das crianças juntamente com as etapas de seu processo criativo na exploração de diversificados materiais e a possibilidade de expressar-se através dele.

LINGUAGEM ORAL E ESCRITA

 As brincadeiras e interações que se estabelecem entre bebês e os adultos incorporam as vocalizações rítmicas, revelando o papel comunicativo, expressivo e social que a fala desempenha desde cedo. Um bebê de quatro meses que emite certa variedade de sons quando está sozinho, por exemplo, poderá, repeti-los nas interações com adultos ou outras crianças, como forma de estabelecer uma comunicação. (RCNEI, Vol. 3, p. 125)
Uso da linguagem oral em conversas e comunicação na manifestação de desejos, vontades, necessidades, sentimentos e diversas interações sociais presentes no dia-a-dia;
Observação e manuseio de materiais impressos como livros, jornais, revistas,
etc;
Participação em situações de leitura de diferentes gêneros como histórias infantis, lendas, parlendas, etc;

AVALIAÇÃO

A avaliação na área da Linguagem ocorre a partir de experiências com a utilização da linguagem oral para se expressar e a exploração de materiais escritos, interação verbal em conversas com seus pares, audição de histórias, etc.

NATUREZA E SOCIEDADE

É importante que as crianças tenham contato com diferentes elementos, fenômenos e acontecimentos do mundo, sejam instigados por questões significativas para observá-los e explicá-los e tenham acesso a modos variados de compreendê-los e representá-los. (RCNEI, Vol. 3,
p. 166).
Brincadeiras vinculadas a cultura;
Exploração e manipulação do ambiente natural (contato com plantas, animais
areia, etc);
Interação social para a construção de uma visão de mundo natural
significativa;

AVALIAÇÃO

A avaliação na área da Natureza e Sociedade é entendida como fonte valiosa de informação sobre o processo de interação social e o aprendizado exploração do ambiente imediato, através da observação e manipulação de objetos .

MATEMÁTICA

Os bebês e as crianças pequenas estão começando a conhecer o mundo e estabelecer as primeiras aproximações com ele. As situações cotidianas oferecem oportunidades privilegiadas para o trabalho com a especificidade das idéias matemáticas. (RECNEI, Vol. 3, p. 218).
Utilização de contagem oral de números em músicas, jogos cantados, brincadeiras, etc para que as crianças reconheçam que estão presentes no cotidiano;
Comunicação de quantidades numéricas utilizando a linguagem oral;
Observação de escritas numéricas nos diferentes contextos em que se encontram;
Utilização de circuitos numéricos para engatinhar, rolar, andar, etc;

AVALIAÇÃO

Já nesta área, também ocorre uma avaliação baseada em observação e registro considerando que a aprendizagem de noções matemáticas com crianças nesta faixa etária, está centrada na relação de diálogo entre o adulto e crianças na resolução de problemas, responder perguntas, registro e comunicação de qualquer idéia relacionada a Matemática. É considerado prioritário no registro avaliativo como ocorre o contato com números e a exploração dos espaços pela criança desta idade.

SUGESTÕES DE ATIVIDADES:


      •  Estimulação verbal conversando com a criança todo o tempo, brincando e sorrindo. 
      • Introdução de alimentos com a paciência do professor, pois a adaptação nem sempre é fácil. 
      •  Trocas de roupas e fraldas contínuas, sempre que for necessário 
      • Banhos agradáveis, acompanhados de conversas e músicas. 
      • Músicas gestuais e cantigas de roda (sentados). 
      • Exercícios com bolas e brinquedos de encaixe, quando a criança apresentar maturidade.Incentivo a fala.
      •  Imposição de limites, dizendo não, toda vez que a criança colocar em perigo si mesmo, os colegas, tias e o ambiente escolar. 
      • Nomeação de partes do corpo no banho e na música; 
      • Brincadeira, dança, música, imitação, ritmos e sentimentos. 
      • Andar, correr, pular, trepar, escorregar, saltar, rolar, sentar, engatinhar, arrastar,
      •  Abrir, fechar, empilhar, encaixar, etc; 
      • Brincadeiras com bolas, blocos, sucatas, etc; 
      • Batucar, bater palmas, tocar instrumentos; 
      • Faz-de-conta.






Planejamento de Ensino Anual Maternal I


PLANEJAMENTO DE ENSINO ANUAL


INSTITUIÇÃO:
MUNICÍPIO:
TURMA: Maternal I
TURNO:
PROFª:
DIREÇÃO:
COORDENAÇÃO: 
ANO:
ÁREAS DE CONHECIMENTO:
LINGUAGEM ORAL/ESCRITA

CONTEÚDOS
  • Coordenação Motora Ampla.
  • Coordenação Motora Fina.
  • Discriminação Auditiva e Visual.
  • Expressão Oral (histórias, contos, músicas, teatro, etc).

OBJETIVOS 

  • Desenvolver os movimentos amplos: saltar, pular, andar...
  • Desenvolver os movimentos finos que envolvam as mãos, adquirindo controle e expressão gráfica com a progressão de exercícios que irão auxiliar no futuro aprendizado da escrita e da leitura.
  • Desenvolver estímulos sonoros e auditivos através de operações concretas.
  • Ampliar vocabulário e linguagem como meio de comunicação, desenvolvendo a imaginação, criatividade, organização de idéias.
  • Identificação do nome próprio.
ESTRATÉGIAS DIDÁTICAS
  • Através de jogos, brincadeiras e atividades lúdicas envolvendo operações concretas.
  • Através de materiais pedagógicos, sucatas, brincadeiras, jogos e atividades visomanuais concretas (pinturas, desenhos, etc).
  • Utilização de recursos audiovisuais como: músicas, histórias, parlendas vídeo, CD, figuras, rótulos, livros, portadores de textos, etc.
  • Leituras, interpretações, cantos, conversas, brincadeiras, jogos, recursos audiovisuais, livros, materiais pedagógicos, etc.
  • Apresentação de crachás, fichas, cartazes, desenhos, jogos e brincadeiras, etc.
  • Fichas cartazes, desenhos, materiais pedagógicos, jogos e brincadeiras.
  • Materiais pedagógicos, brincadeiras, atividades visomanuais concretas, etc.
     
  • CARACTERÍSTICAS: Aproximadamente 2 a 3 anos.
  • Egocentrismo.
  • Descobertas: tato, movimentos, formas, pessoas, texturas, reprodução de sons, andar, comunicação, etc.
  • Coordenação Motora: abrir, fechar, empilhar, encaixar, puxar, empurrar, etc.
  • Fantasia, Invenção e Representação (imitação de situações conhecidas: escolinha, casinha).
  • Criatividade

TIPOS DE BRINCADEIRAS:
  • Brincadeiras referentes à educação sensório-motora (sentir/executar).
  • Exploração, canto, perguntas e respostas, esconder.
  • Brincadeiras sem regras.
  • Brincadeiras com poucas regras simples.
  • Utilização das formas básicas de movimentos (andar, correr, saltar, rolar, etc).
  • Estimulação e motivação.
  • Atividades lúdicas.
MATEMÁTICA
CONTEÚDOS
 
·         Estruturas lógicas: discriminação – comparação – identificação – cor – forma – tamanho – conjuntos – quantidade.
·         Conceito de lateralidade.
·         Orientação Temporal Espacial: antes/depois, atrás/na frente/no meio/entre, aberto/fechado, na frente/de costas, em cima/embaixo, em pé/deitado/sentado, longe/perto, direita/esquerda.
·         Coordenação Motora.
·         discriminação audiovisual.
·         Seqüência e seriação.
·         Numeração:
·          Números de 1 à 5
·         Contagem de 1 à 10

OBJETIVOS
  • Introduzir o raciocínio lógico, através de suas estruturas. 
  • Desenvolver a lateralidade através de estímulos, motivações e atividades de coordenação. 
  • Desenvolver a capacidade de situar cronologicamente os fatos para organizar seu tempo e suas ações, orientando-se também no espaço. 
  • Desenvolver coordenação motora através de atividades lúdicas, concretas, pedagógicas e visomanuais.
  •  Reconhecer e discriminar estímulos visuais, interpretando-os e associando-os.
  • Reproduzir seqüências e seriações, ex: ordenar objetos do mais alto para o mais baixo.
  •  Reconhecer e discriminar numerais. 
  • Desenvolver contagem de 1 até 10.
     
  • ESTRATÉGIAS DIDÁTICAS
Utilização de materiais pedagógicos, sucatas, figuras, livros, jogos, brincadeiras,etc ...
Brincadeiras lúdicas, materiais pedagógicos, atividades audiovisuais.
Através do uso de materiais concretos, materiais pedagógicos, jogos e brincadeiras, registro de atividades.
Jogos, brincadeiras, músicas, atividades lúdicas, materiais pedagógicos, registro de atividades.
Recursos Audiovisuais: rádio, CD, TV, vídeo, músicas, histórias, cartazes, fichas.
Cartazes, fichas, jogos, brincadeiras, materiais pedagógicos, atividades lúdicas e de registro.
Materiais pedagógicos e concretos, jogos, brincadeiras, cartazes, fichas, desenhos, etc.
Devemos desenvolver na criança a capacidade de pensar logicamente.
Trabalhar problemas relacionados ao seu cotidiano para melhor entendimento do meio em que vive.
A Matemática pode ser considerada uma linguagem simbólica que expressa relações espaciais e de quantidade. Sua função é pois, desenvolver o “pensamento”
A medida que brinca com formas, com quebra-cabeças e com caixas que cabem dentro de caixas, a criança adquire uma noção do conceito pré-simbólico de tamanho, número e forma. Ao enfiar contas em um barbante ou colar figuras, adquire a noção de seqüência e de ordem. E quando utiliza as palavras “não cabe” e “acabou”, vai adquirindo a noção de quantidade. 

NATUREZA/SOCIEDADE
CONTEÚDOS   
  • Estimular o cuidado com a natureza. 
  •  Nomear e reconhecer diferentes animais. 
  •  Datas Comemorativas: Carnaval,  Páscoa, Dia do Índio, Dia das Mães, Festa Junina, Dia dos Pais, Folclore, Independência, Dia das Crianças, Primavera, Dia da Árvore, Dia do Soldado, Consciência Negra,  Natal e outros.
  •  Calendário (relação espaço tempo)., Família e Escola (ambiente/colegas).

OBJETIVOS
  • Desenvolver noção de hoje, ontem e amanhã, bem com o dia, a noite a relação com espaço/tempo. 
  • Identificar, nomear e reconhecer a família e sua importância.
  •  Estimulação do meio ambiente físico.

ESTRATÉGIAS DIDÁTICAS

 Plantação de mudas e flores.Através de figuras, desenhos, gestos musicais e histórias.
 Contar histórias sobre o significado das Datas Comemorativas e a produção de lembrancinhas que traduzam a data em questão.
Produção de Calendário e exercício do mesmo ao iniciar a aula (manhã e tarde), e aniversários das crianças.
Nomeação, explicação e cartazes, através de estimulação de situação problema que envolva o conceito família.
Jogos e brincadeiras que explorem o ambiente e colegas.


CONTEÚDOS

IIDENTIDADE/AUTONOMIA PESSOAL

  • Higiene Corporal (mãos, dentes, uso do banheiro).
  • Esquema corporal.
  • Órgãos dos sentido: olhos (discriminação visual), ouvidos (discriminação auditiva), tato, olfato e paladar.
OBJETIVOS
·         Desenvolver capacidade de auto-higiene corporal.
·         Identificar, reconhecer, localizar e nomear partes do próprio corpo.
·         Estimulação dos 5 sentidos.
·         Discriminação entre liso e áspero.
·         Apresentação de diferentes alimentos, diferenciando de doce e salgados.

ESTRATÉGIAS DIDÁTICAS
Incentivar o lavar as mãos, escovar os dentes e ir ao banheiro sozinho, sempre que necessário, através de músicas e histórias que despertem o interesse das crianças.
Utilizando quebra-cabeça, músicas, figuras, bonecas e nomeação que desenvolvam o reconhecimento do corpo humano.
Exercícios, atividades e jogos que desenvolvam a visão, audição, tato e gustação.
Através de objetos que mostrem tais diferenças, estimulando jogos e atividades.
Apresentação de alimentos.

OBJETIVOS SÓCIO-EMOCIONAIS

  • Desenvolve hábitos de asseio: pedir para ir ao banheiro, lavar as mãos, limpar o nariz, etc.
  • Habitua-lo a usar os clichês sociais. Exemplo: Por favor, muito obrigado, com licença, etc.
  • Permitir que a criança seja independente.
  • Deixa-la explorar ao máximo os objetos e brinquedos.
  • Levar a criança a brincar com os outros do grupo.
  • Fazer com que a criança não fixe em um único colega.
  • Mantê-la ocupada.
  • Levar a criança a participar das atividades de grupo.

AVALIAÇÃO

Avaliação será contínua, através da observação diária da criança, no desempenho de suas atividades, no desenvolvimento da atenção, interesse assimilação e aprendizagem. O instrumento de avaliação será um relatório descritivo do desenvolvimento da aprendizagem da criança durante as atividades propostas em cada bimestre que será entregue a Coordenação Pedagógica

CANAL PEDAGÓGICO

Comente:

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também