Seguidores

Postagens animadas Canal Pedagógico

Pesquisar este blog

TRADUTOR

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish
Minha foto
Sidrolândia, Mato Grosso do Sul, Brazil
Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (1999-2003). Tem experiência na área de Educação. Professora concursada-efetiva pela Prefeitura Municipal de Sidrolândia/MS (02 períodos). Exerce a função de Docente na Educação Infantil. Pós Graduada-Especialista em Educação Infantil pela UFMS/MEC/UNDIME//UEMS. Contato: E-mail: pedagogaclaudinha@gmail.com site; http://canalpedagogico.blogspot.com MSN: claus.id@hotmail.com

PARA SALVAR AS IMAGENS, CLIQUE NAS IMAGENS PARA VISUALIZAR MELHOR.

1. Escolha a imagem;
2. Clique no botão direito do mouse;
3. Escolha a opção “Salvar Imagem Como ...”
4. Escolha o local a ser salvo a imagem;
5. Clique em salvar e pronto.

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Atividades Dia da Escola









Sugestões para trabalhar o tema com os estudantes:

- Faça uma produção de texto sobre a sua escola.
- Elaborem sugestões de parcerias entre escola e comunidade.
- Faça uma pintura no muro de sua escola por meio de parceria com a comunidade.
- Faça uma horta em sua escola com a participação de todas as turmas.





Dia da Escola: 15 de Março





A Escola é um local de aprendizagem que se tornou a base da educação de nações inteiras. No Brasil, as primeiras escolas eram dirigidas pelos jesuítas vindo de Portugal, ainda na era colonial, mas nem todos eram aceitos. Escravos e mulheres não recebiam educação, e os homens brancos acabavam indo estudar nos colégios religiosos. Os mestiços eram os únicos que procuravam as escolas dos jesuítas, que inicialmente não os queriam aceitar. Os colégios jesuítas tiveram que ceder, no entanto, por causa dos subsídios de "escola pública" que recebiam. Isso aconteceu no final do século XVII. Hoje em dia, a educação já é um direito de todos os brasileiros, e todas as pessoas - crianças, adolescentes, jovens e adultos - devem ter a possibilidade de ir para uma escola. Infelizmente, isso ainda não acontece para todo mundo.



Flávia Muniz










A escola em que eu estudo
É um lugar muito feliz.
Todo dia, vamos juntos,
Eu, a Cida e o Luis.

No caminho vou pensando
Já na hora de brincar.
Pega-pega, futebol,
No recreio vou jogar


Com a minha professora,
Aprendo a ler a contar.
Brinco de faz-de-conta
Sei escrever e pintar.

Quando toca o sinal,
Faço fila e vou em frente.
A melhor lição da escola,
Fica no coração da gente!

Fonte: http://www.mensagenscomamor.com/dia-escola

domingo, 28 de fevereiro de 2016

Projeto didático "O Circo"



Instituição: 
Turmas: Maternal II A/D( Profª Claudia de Oliveira Andrade) e (Profª de Arte: Rute Floriano)          
Turnos: matutino e vespertino                                                                             
Título do Projeto: O Circo
Início: 10/03/14                              Término: 27/03/14  
Professoras: Claudia de Oliveira Andrade e Rute Floriano
Direção: 
Coordenação:     
Áreas de conhecimento: Natureza/Sociedade, Linguagem Oral/Escrita, Movimento e Arte

Justificativa:
Este projeto tem por finalidade levar os estudantes a compreenderem as principais características sobre o Circo e sua influência na vida de todos nós. O tema escolhido propicia um ambiente extremamente favorável para que as crianças desenvolvam, participem e tornem-se protagonistas de um processo contínuo. Todos os sentidos e significados possíveis ligados ao circo serão explorados pelas crianças através de atividades que mostram o rico Mundo do circense tais como: cantigas, filmes (que mostram palhaços, artistas, trapezistas), pinturas, desenhos, contos infantis, teatro com fantoches, entre outras que despertem a curiosidade dos educandos em relação ao tema em destaque. É importante que as crianças conheçam o universo circense. Esse envolvimento apenas torna mais natural e significativo o caminho da aprendizagem.
Portanto, o referido projeto é de suma importância para o desenvolvimento intelectual e social dos alunos e de como a metodologia centrada na arte-educação pode ajudar no aprendizado das crianças, ligando a grade curricular às práticas lúdicas.

Fundamentação Teórica:
O circo é um espetáculo popular muito antigo, teve origem em povos viajantes.
O espetáculo do circo reúne artistas com habilidades diversas cujo intuito é divertir e entreter a platéia. Entre as artes apresentadas pelo circo podemos citar: o malabarismo, palhaços, acrobacia, equilibrismo, magia, teatro, adestramento de animais, show de dança entre outros.Existem vários tipos de circo: circo de rua, circo tradicional, circo chinês, circo russo, etc. Há indícios arqueológicos de que o circo tenha surgido na China há mais de 5.000 anos.Na Grécia Antiga, séculos antes de Cristo, havia espetáculos com animais amestrados e competições de homens.  Na Roma Imperial, os espectadores se reuniam para assistir e apostar nas corridas de bigas. O maior dos circos romanos chamava-se Maximus, feito de pedra e com capacidade para 150 mil pessoas. Na Idade Média, muitos grupos de equilibristas, malabaristas e ilusionistas se apresentavam em feiras populares. Eram conhecidos como "Saltimbancos", e viajavam pela Europa se apresentando por cada um dos lugares por onde passavam. Nessa mesma época, na Itália, havia os bobos da corte, artistas do riso que moravam nos castelos para animar as festas com suas brincadeiras e músicas. Suas roupas eram coloridas e alegres. Surgiram assim o Arlequim, Pierrô e Colombina. O apogeu do circo deu-se no século XIX, onde contava com inúmeras atrações como números com animais vindos de todas as partes do mundo e artistas com diferentes habilidades. O circo atual é composto por lona ou tenda, palco ou picadeiro, a arquibancada. Em geral quem trabalha no circo mora nele. Leva uma vida de nômade, viajando por lugares diversos. O Circo encanta, nos faz sonhar, nos emociona, diverte!
Feliz de quem já foi a um circo, já sentiu de perto esse mundo mágico. Parabéns ao circo e aos nossos artistas! ( http://www.qdivertido.com.br)

Objetivo Geral:
Possibilitar através do lúdico o conhecimento dos  estudantes das diversas faixas etárias acima sobre a vida circense, desenvolvendo dessa forma as diferentes linguagens e conhecimentos conforme a Proposta Política Pedagógica da instituição. 

Objetivos específicos
- Valorização da arte circense;
- Conhecer vários tipos de profissionais que trabalham no circo;
- Identificar as ações de um integrante de um circo;
- Conhecer como vive a família circense;
- Conhecer as figuras geométricas por meio de desenhos relacionados com o tema;
- Adquirir o conceito de maior/menor;
- Ampliar o conhecimento das cores;
- Desenvolver a coordenação motora fina/grossa;
- Estimular os estudantes a  direcionarem a atenção auditiva  por meio de músicas infantis relacionadas com o tema “Circo”;

Procedimentos didáticos:
Linguagem oral:
- Conversa informal sobre circo.
- Narrar histórias sobre o circo;
- Verbalizar hipóteses estabelecendo relações mentais com os contos relacionados com o tema em destaque.
- Assistir fita de vídeo sobre o circo.

Linguagem Escrita:
Levar os alunos à:
- Ter contato com diferentes desenhos relacionados com o circo;
- Desenvolver a coordenação motora fina por meio de garatujas relacionadas com o tema;
- Conhecer as vogais;


Linguagem Sonora/ Musical:
Levar os alunos à:
-Conhecer os ritmos musicais por meio de cantigas infantis relacionadas com o tema em destaque;
- Desenvolver a audição por meio sonoro musical;

Linguagem Plástica:
Levar os alunos à:
- Realizar colagem e pinturas relacionadas com o tema em destaque.

Movimento:
- andarem cima da  corda, com as mãos na cabeça, andar com a ponta dos pés, equilibrar bola na cabeça, (equilíbrio corporal);
- imitar alguns animais que fazem ou fizeram parte do circo;
- brincar de boca do palhaço.
- dançar conforme o ritmo musical das cantigas. 

Arte (Profª: Rute)
Turmas envolvidas: todas
Turno: vespertino

Atividades:
- pinturas, recortes, colagem, brincadeiras, música, contos infantis, confecção de brinquedos de sucatas para as crianças etc.

Metodologia ( estratégias de ensino)
As atividades serão desenvolvidas de forma coletiva e individual com os estudantes. Algumas atividades serão desenvolvidas em sala e outras por meio de brincadeiras.
A intenção pedagógica é criar estratégias lúdicas de ensino que favoreçam a aprendizagem dos estudantes sobre as principais características da arte circense.



Atividades programadas:

1-      O Malabarista- Fazer traços diferenciados no chão (retos, ondulados, curvas, círculos, outros. Pedir para os estudantes brincarem de andar em cima do risco em diferentes posições tais como: nas pontas dos pés, apenas os calcanhares, com as mãos na cabeça, com as mãos na cintura sem sair de cima dos riscos.
2-      A Bailarina- A proposta é ler texto para as crianças executar os movimentos citados. Em um segundo momento, colocar em aparelho de som uma música para que as crianças dancem ritmicamente e livremente.

3-      Boca do palhaço- construir  por meio de caixa de papelão a boca do palhaço para os estudantes.   Cada jogador arremessará a bolinha 05 vezes seguidas.  Cada vez que o jogador encaixar a bolinha na boca do palhaço, marcará pontos, determinados no inicio da brincadeira, por exemplo: 10 pontos.   Vencerá o jogador que conseguir maior número de pontos.

Recursos didáticos
Bolas, cordas, CDs, aparelho de som, aparelho de televisão, giz de cera, lápis de cor, sulfite, papel pardo, cartolinas, fita adesiva larga, cola, glitter, crepom, EVA, palito de churrasco, tinta guache, tesoura etc.

Culminância:
Montar um painel com o tema Circo de forma coletiva com os estudantes. Fixar as atividades das crianças no dia 27/03/14   na parede  do pátio da instituição para que  os pais e demais turmas visualizem.

Avaliação:

A avaliação será feita por meio de registros (escrito e fotográfico) por parte da professora do desenvolvimento da aprendizagem dos estudantes frente às atividades tanto individual quanto coletiva no decorrer do desenvolvimento deste projeto. Será observado por parte da professora a criatividade e o conhecimento alcançado, o senso crítico e a organização dos materiais pelos alunos durante as atividades propostas em sala de aula.

atividades para trabalhar o tema "Circo"






Sugestões de atividades: Dia do Circo


Contação de História


Um dia no circo

A vida no circo não é só brincadeira. Mostre às crianças que há muito trabalho para que o espetáculo aconteça com essa história


Por Robson A. Santos / Ilustração:Shutterstock

Objetivos:
- Estimular a imaginação das crianças;
- Vivenciar momentos de conhecimento sobre o circo;
-Promover o respeito aos animais.


A
magia da lona colorida
fazia brilhar os olhos dos meninos. Cores vibrantes lembravam um arco-íris, como se o arco colorido tivesse descido do céu para o chão. Os meninos descalços corriam pelo terreiro repleto de trailers onde moravam os artistas dos circos. Nos varais, roupas coloridas secavam ao sol. Ao longe, lavando suas ceroulas coloridas, o palhaço Julião assobiava, entre uma esfregada e outra, uma melodia tocada durante o seu número no picadeiro. Os meninos se aproximaram do senhor que, sem a maquiagem, parecia muito velho.
- Olá, criançada animada, levada e danada! Os meninos riram e se aproximaram do palhaço, que sorria para eles.
- Oi! - disse timidamente um dos meninos.
- Oi, cara de boi! - respondeu o palhaço e todos riram a valer.
- Por que no seu circo não tem leão e elefante?
- Lógico que tem leão. Olha só para minha juba! - disse o palhaço imitando o leão. Para completar a imitação, o palhaço fez cara de mau, rugiu e com as mãos em forma de garra pegou o menino. Enquanto rugia, enchia-o de cócegas. A alegria tomou conta da meninada.
O palhaço fechou a torneira do tanque e sentou-se no chão, pedindo que a meninada fi zesse uma roda ao seu redor.
- Antes os circos tinham animais. Leões, tigres e elefantes faziam parte do espetáculo. Só que muitos circos ganhavam tão pouco que mal conseguiam alimentar os animais da forma como eles mereciam, além daqueles que, ao invés de tratá-los com respeito, maltratavam os coitados. Foi aí que resolveram criar uma lei para que os circos não tivessem mais animais.
- Mas os animais eram muito legais. Meu pai falou isso!
- Sim, era muito legal, mas você já parou para pensar no perigo que as pessoas corriam também? E se algum daqueles animais fugisse e atacasse a plateia.
Enquanto falava, fazia gestos animalescos, assustando os meninos que riam das travessuras do palhaço. Para eles, a vida do circo era uma maravilha. Quando assistiam aos espetáculos acreditavam que era só magia e brincadeiras.
- Eu queria morar no circo! - disse um dos meninos - Aqui é sempre hora de brincar. Foi a vez de o palhaço rir e começar a explicar.
- Não é bem assim! Aqui no circo, quando não estamos no picadeiro, temos nossas tarefas e todos trabalhamos em conjunto, como se fôssemos uma grande família. Temos nosso tempo de folga, mas precisamos ensaiar os números, cuidar da lona, dos objetos, dos carros, da comida e de tudo aquilo que faz parte da nossa vida. Nós nos divertimos porque amamos o que fazemos, mas não é sempre que podemos só brincar, temos que trabalhar bastante. Os meninos olhavam espantados para o que o palhaço falava. Para eles a vida de circo era a maior moleza e de repente descobriam que não era bem assim.
- Outra coisa: durante o espetáculo cada um tem suas tarefas também. Quando eu termino minha apresentação, corro para vender algodão-doce no intervalo. As bailarinas vendem pipoca, refrigerante e cachorro-quente. E assim, todos ajudam para que o circo tenha condições de se manter. E falando em trabalho, o papo tá muito bom, mas preciso continuar a fazer minhas obrigações. Mas antes...
- Aqui estão ingressos para que vocês venham ao espetáculo hoje à noite - disse, tirando do bolso e entregando os ingressos para os meninos. Os garotos agradeceram e correram para suas casas. Precisavam se arrumar para assistir o espetáculo da noite. Não cabiam em si de tanta alegria. Se já gostavam de circo e de palhaço antes de conhecerem um pouco mais daquele mundo, agora estavam mais empolgados ainda.


Fantoche de caixa de leite
Vamos fazer o palhaço Julião?

1 caixa de leite (lavada e seca)
Cola, pincel e estilete
Lã colorida
Tinta acrílica branca, cor da pele, vermelha e azul
Caneta hidrocor preta
Metade de 1 bola de isopor pequena
Papel color set vermelho
Papel crepom
Olhos móveis
1. Corte a caixa de leite na frente e nas laterais.
2. Pinte a caixa com tinta cor da pele.

3. Pinte a metade da bolinha de isopor de vermelho para fazer o nariz. Decore o rosto do palhaço com a tinta e os olhos móveis. Cole pompons de lã colorida para imitar o cabelo. Faça um chapéu com o papel color set e cole na cabeça do palhaço. Faça uma gravata com papel crepom e cole no fantoche.
4. Agora é só movimentar a boca do palhaço segurando na parte de trás da caixa.

Em casa, enquanto se aprontavam, a ansiedade tomava conta deles e parecia que a hora não passava. Enfi m, o sol se escondeu, a lua sorriu e lá se foram eles para o espetáculo. Entraram e correram para sentar na arquibancada bem de frente ao picadeiro, pois não queriam perder nenhum lance. Malabaristas, bailarinas, mágicos, equilibristas, trapezistas e nada do palhaço Julião. Estavam tristes, pois queriam ver o novo amigo. O intervalo chegou e o palhaço Julião não estava vendendo algodão-doce. Perguntaram por ele para a bailarina que falou que ele não estava muito bem e devia estar descansando no seu trailer. Correram para lá, gritando pelo palhaço. Bateram na porta e ninguém atendeu. Voltaram arrasados para as arquibancadas.
O que teria acontecido com o palhaço? O espetáculo recomeçou, mas a alegria dos meninos parecia ter ido embora. Frustrados e tristes, pois o amigo não estava ali. Foi então que, pertinho de acabar o espetáculo, o mestre do picadeiro anunciou a entrada dos palhaços. Os palhaços entraram carregando um baú enorme, mas nada do Julião. Os meninos perderam todas as esperanças, mas de repente, de dentro do baú, quem aparece com um salto? Ele mesmo, o palhaço Julião! Começou a fazer suas palhaçadas e os meninos riam alto. Em determinado momento pareceu que ele olhou para eles e deu uma piscadela. Seria isso ou só o sonho de menino que queria fugir com o circo? Quando o espetáculo daquele dia terminou, os meninos fl utuavam para suas casas, na verdade acredito que eles tenham ido fl utuando pelas cores do arco-íris presente na lona do circo.
Robson A. Santos é mestre em Educação, Arte e História da Cultura, Educador Brincante, pedagogo, folclorista, escritor e contador de histórias. Contato: professorrobson@uol.com.br
 Fonte:
 http://revistaguiainfantil.uol.com.br/professores-atividades/96/artigo211850-2.asp

atividades circo




conto infantil "Domingo no Circo"




Domingo no circo! Não há nada mais divertido.
Quando eu era criança, lembro que desde cedo eu já ficava esperando, o almoço parecia não chegar nunca! Depois vinha a sexta, e lá pela três da tarde meu pai se levantava e dizia:
- Bom, bom, será que alguém quer dar um passeio?
Era o sinal. Eu e minha irmã corríamos para tomar banho, minha mãe nos vestia com as melhores roupas e lá íamos nós, contentes da vida!
O meu número preferido era o dos trapezistas.
Eles voavam de um lado para o outro, parecendo pássaros, e o público todo ficava olhando aqui de baixo, de boca aberta.
Quando o espetáculo terminava, ainda tinha a pipoca a caminho de casa.Chegávamos cansados, mas felizes. E, de noite, eu sonhava em voar naquele céu de lona.

atividades Circo





Botões compartilhar

Feliz Dia do Professor!!!!

Comente:

Postagens recentes

Anuncie aqui. Preencha Formulário de contato abaixo

Nome

E-mail *

Mensagem *

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também