Seguidores

Pesquisar este blog

PARA SALVAR AS IMAGENS, CLIQUE NAS IMAGENS PARA VISUALIZAR MELHOR.

1. Escolha a imagem;
2. Clique no botão direito do mouse;
3. Escolha a opção “Salvar Imagem Como ...”
4. Escolha o local a ser salvo a imagem;
5. Clique em salvar e pronto.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

7 de Setembro "Dia da Independência do Brasil"



A 7 de setembro de 1822, em São Paulo, às margens do riacho Ipiranga, o Príncipe-Regente D. Pedro, que fora deixado no Brasil por seu pai, D. joão VI, ao regressar este a Portugal, proclamou a independência do Brasil com o brado que se tornou famoso na História: "independência ou morte!"
Mas nada se faz, de importante, de um momento para o outro. As grandes realizações de uma nação são ganhas, ponto por ponto, na luta de seus filhos.
A Independência do Brasil, que se consumou a 7 de setembro de 1822, vinha sendo trabalhada pelos patriotas há muitos anos.Quando D. João VI, com sua Corte, deixou o Brasil, um grande passo estava dado. Depois disso, os acontecimentos foram se sucedendo muito rapidamente. quando o Príncipe D. pedro se recusou a voltar para a Europa, atendendo a pedidos gerais do povo, outro passo importante se dera.
em abril de 1822, um jornal brasileiro apontava abertamente ao Príncipe o caminho da independência, dizendo-lhe que "não se despreza a glória de ser o fundador de um novo Império". portugueses amigos do Brasil e brasileiros não davam um momento de trégua a D. Pedro. junto a ele, dentro de seu próprio palácio, pessoas muito achegadas como a esposa, D. Leopoldina, e José Bonifácio de Andrada e Silva aconselhavam-no insistentemente a tomar uma decisão.
A 1º de agosto, José Bonifácio redigiu um manifesto às nações amigas solicitando que continuassem a manter relações diretas com o nosso País e criticando abertamente o sistema de administração colonial de Portugal. Entretanto, agitações políticas em São Paulo exigiam a presença do Príncipe, que viajou a São paulo e, de São Paulo, a Santos. Na sua ausência, chegaram despachos de Lisboa, com algumas medidas humilhantes, entre as quais a determinação de submissão de D. pedro a Lisboa e que fosse assistido por um Ministério nomeado pelo rei de Portugal. Imediatamente, os patriotas, principalmente a princesa Leopoldina e José Bonifácio, viram que a ocasião chegara e enviaram imediatamente ao príncipe o despacho de Lisboa bem acompanhado de cartas recomendando a independência. O mensageiro encontrou-o no Ipiranga e, ali, proclamou a Independência.

fonte: Atualidades Pedagógicas LTDA>

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita em meu Blog! Deixe um comentário!

CANAL PEDAGÓGICO

Comente:

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também