Seguidores

Pesquisar este blog

PARA SALVAR AS IMAGENS, CLIQUE NAS IMAGENS PARA VISUALIZAR MELHOR.

1. Escolha a imagem;
2. Clique no botão direito do mouse;
3. Escolha a opção “Salvar Imagem Como ...”
4. Escolha o local a ser salvo a imagem;
5. Clique em salvar e pronto.

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

+Projeto didático "O trânsito"

INSTITUIÇÃO:
FAIXA-ETÁRIA: PERÍODO: matutino
TÍTULO DO PROJETO: Educação no Trânsito Já!
ÁREA: Língua portuguesa, História, Geografia, Ciências e Matemática
PERÍODO: INÍCIO: TÉRMINO:
PROFESSORA: Cláudia de Oliveira Andrade
COORDENAÇÃO:
DIREÇÃO:


I- JUSTIFICATIVA
A popularização dos veículos automotores trouxe conforto e rapidez na locomoção das pessoas e maior facilidade no transporte de mercadorias, por outro lado criou complexidade no trânsito, principalmente nas cidades de intenso movimento.
É constante o perigo de acidentes, sendo comum o risco de vida. Assim, tornou-se necessário termos uma educação de trânsito, tanto para motoristas como para pedestres. Se um povo usa um meio tão avançado da civilização de hoje como os veículos automotores, deve ser civilizado o suficiente para usá-lo com segurança.
Como toda a educação, para ser realmente eficiente deve ser iniciada na infância, sendo a escola o meio mais indicado para ensinar o devido comportamento no trânsito.
Todos os anos o Detran (Departamento de Trânsito)de todos os estados fazem campanhas de educação junto aos pedestres e motoristas na Semana do Trânsito, assim como distribuem material informativo e realizam eventos sobre o assunto.
Tradicionalmente, a educação de crianças e adolescentes para o trânsito enfatiza a redução de acidentes, através da adoção de abordagens pedagógicas comportamentais e cognitivistas. Acredito que o ensino das regras de trânsito e das conseqüências legais da sua inobservância sejam suficientes para modelar o comportamento dos alunos.
Diante da grande violência que presenciamos em nosso trânsito, por falta de informações ou por pura falta de educação; é necessário travar uma luta de conscientização em nossos alunos através de projetos que contribui para que cada aluno de posse de sua curiosidade e questionamentos, se torne cada vez mais um sujeito ativo e participante na busca e propagação de ensinamentos do bom comportamento no trânsito. Demonstrando desta forma amor à própria vida.
As abordagens da educação podem contribuir para que se consiga atingir os reais objetivos da Educação para o Trânsito. A abordagem Construtivista (Piaget, 1973) possibilita tornar o aluno ativo em seu processo de educação, quando são considerados seu ponto de vista, sua percepção e suas expectativas. Com a abordagem Sócio-Cultural (Freire, 1978), promove-se a cidadania através da análise de situações reais do trânsito e da reflexão sobre as conseqüências da liberdade dada ao tráfego motorizado individual no aumento do risco de acidentes de trânsito. Com a abordagem Holística ou educação em valores humanos (Weil, 1990), o aluno vivencia experiências solidárias e cooperativas na sala de aula e no trânsito.

II- OBJETIVOS ESPECÍFICOS

· Vivenciar o trânsito através de simulações.
· Conscientizar os alunos da importância da educação no trânsito.
· Conhecer melhor as leis de trânsito;
· Conhecer os principais sinais de trânsito;
· Conhecer a função do guarda de trânsito;
· Oferecer questões intrigantes que possibilitem a curiosidade e a busca de informações para o conhecimento do funcionamento do trânsito;
· Motivar a reflexão das ações praticadas no trânsito, buscando mudanças positivas.

III- CONTEÚDOS
Trabalhar de maneira variada, explorando: conversa informal sobre regras, riscos e procedimentos de prevenção de acidentes; simulação de situações ocorridas no trânsito; frases de alerta com a confecção de um varal; músicas; poesias; filmes de instrução para melhorar a convivência no trânsito; pintura; * recorte e colagem; * confecção de cartazes individual e coletivo; atividades extraclasse com a participação de profissionais do ensino e de agentes do trânsito (SETRAN); passeio em diferentes locais que possibilite a exploração e observação de placas de trânsito; confecção de um trânsito com sucatas; palestra (conhecimento/conscientização), escrita da palavra, TRÂNSITO e o seu significado.

IV-METODOLOGIA:
Coletar os conhecimentos prévios dos alunos em relação ao tema em destaque.
Dar oportunidade aos alunos de observar os diferentes sinais do Trânsito através de fotos, músicas e vídeos.
Realizar atividades em grupos e individuais através de recortes e colagem sobre o tema acima.
Serão realizadas atividades envolvendo a confecção de cartazes com desenhos e mensagens, produção de textos e expressões artísticas sobre o “Trânsito”.

V- RECURSOS
Materiais utilizados nas realizações das atividades: quadro-de-giz; giz de cera; lápis de cor; tinta guache; cartolinas; espaço da sala de aula e pátio externo da escola; revistas; jornais; cola; brinquedos para a educação no trânsito; cds e fitas de vídeo; * televisão; papéis: crepom e sucatas.

VI- AVALIAÇÃO
No decorrer dos trabalhos, observar-se-á o interesse dos alunos, em todas as atividades propostas e deve ocorrer uma atenção especial para aqueles que se mostrarem desinteressados ou apáticos às mesmas. Será feito um registro das perguntas e opiniões dos alunos em relação ao tema em destaque.. É de fundamental importância que a avaliação se dê sob os dois ângulos: o trabalho professor e o aprendizado do aluno. Tendo desta forma, uma base mais sólida quanto ao seu procedimento didático que. O fechamento da avaliação se dará numa culminância do projeto, em que as turmas farão uma exposição das atividades realizadas em sala durante o desenvolvimento do projeto.



----------------------------------------------------

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Projeto Trânsito e Cidadania na Educação Infantil


PROJETO DIDÁTICO

 

TRÂNSITO E CIDADANIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

 

 



Instituição:
Município: Sidrolândia. MS
Turmas: Maternal II e Pré I 
Profª: Claudia de Oliveira Andrade
Direção:
Coordenação Pedagógica:
Coordenação Pedagógica Geral:
Secretária Municipal de Educação:
Duração do Projeto: 30 dias
Áreas de Conhecimento: Identidade e Autonomia, Natureza e Sociedade, Língua Oral/  Escrita e Artes Visuais.


JUSTIFICATIVA

Este projeto foi elaborado tendo em vista a preocupação relacionada com a necessidade da instituição de educação infantil desenvolver atividades de ensino-aprendizagem que possibilitem a criança adquirir o respeito pelas regras de trânsito percebendo o valor das normas sociais quanto à segurança individual e à coletiva.  

O trânsito, em condições seguras, é um direito de todos e dever dos órgãos e entidades componentes do Sistema Nacional de Trânsito (Código de Trânsito Brasileiro – CTB, art. 1º).

O “Projeto Trânsito e Cidadania na Educação Infantil” busca “contribuir efetivamente na preservação, na redução dos acidentes e auxiliar na conscientização e conhecimento quanto à proteção da vida, para a paz no cotidiano dos espaços rurais e urbanos. Também tem como meta levar ao entendimento dos educandos, a importância e a relevante prática que se faz necessária no bom relacionamento de todos os cidadãos que fazem parte do trânsito, bem como a devida e indispensável atenção e respeito, para que haja a harmonia tão almejada, os bons hábitos e as atitudes adequadas” (Bogue et al., 2008).
Uma das questões mais importantes ligadas ao trânsito está relacionado ao fato de as cidades crescerem em ritmo acelerado e a busca de soluções para problemas associados à circulação de veículos, pessoas e bens crescer em ritmo muito mais lento, apresentando um gradativo descompasso, tornando o problema cada vez maior. Há a tendência de crescimento do número de pessoas nas cidades refletindo no crescimento quantitativo de veículos e pessoas em circulação pelas vias públicas (Rodrigues, 2007).
Portanto, sabendo do importante papel transformador da sociedade que a Escola e a Educação possuem, nos últimos anos, dentro das Políticas Educacionais o “trânsito” tem sido abordado como um tema transversal para colaborar na formação de cidadãos mais conscientes e responsáveis, refletindo assim na solução desses problemas.

OBJETIVO GERAL

Conscientizar as crianças sobre a importância de conhecer e respeitar as regras de trânsito através de diferentes linguagens ajustadas as situações do cotidiano de forma lúdica e prazerosa.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

- Criar situações de aprendizagem onde as crianças possam pensar e agir sobre o assunto.
- Interagir com brinquedos e instrumentos sonoros relacionados ao trânsito
- Estimular as percepções visual/ tátil e auditiva (sons do corpo, objetos diversos) através de brinquedos e atividades relacionadas ao tema.
- Conhecer sinais e regras de trânsito.
- Reconhecer profissionais que trabalham no trânsito.
- Elencar atitudes de segurança no trânsito.
- Valorizar e respeitar a linguagem do trânsito como meio de preservação da vida.

PROBLEMATIZAÇÃO 
Posso andar no trânsito sem observá-lo e sem prestar atenção?
Posso desrespeitar as regras e sinalização de trânsito?

PROCEDIMENTOS/ METODOLOGIA
As atividades serão desenvolvidas de forma individual e coletiva com a interação professor e crianças.
Algumas atividades serão realizadas em sala de atividades e outras extra- sala.
Relatos de trajetos feitos pelas crianças
Contação de Histórias  (Fom,Fom/ As caixas que andam/ Era uma vez uma bicicleta
Músicas
Produções Textuais
Maquetes
Conscientização sobre o estacionamento de carros em frente ao CMEI ( pais, crianças, os cuidados que precisam ter)
Palestra
Confecção de carrinhos de papelão
Elaboração de um circuito no pátio
Confecção de placas, cartazes
Montagem de painéis
Assistir Vídeo educativo sobre Trânsito
Trabalhar a sonorização do trânsito ( tipos de sonsa produzidos
O tema trânsito será trabalhado sempre na terça-feira de cada semana.

SUGESTÕES DE ATIVIDADES:
Levar jornais e notícias sobre o trânsito para as crianças e dialogar sobre acidentes e a possibilidade de serem evitados
Questionar se a turma conhece regras de trânsito e quais são elas.
Levar a criança a pensar o trânsito, se colocando no lugar de pedestre, não apenas de motorista ou usuário de carro;
Fazer o gráfico da turma sobre (quantos usam cinto, quantos viajam no banco de trás), depois analisar com questionamentos que levem os pequenos a compreensão do número, quantidades.
Se houver a possibilidade, levar um guarde de trânsito até a escola, para que converse e oriente os pequenos.

 RECURSOS DIDÁTICOS

Sucatas ( papelão, caixas etc), giz de cera, lápis de cor, fita adesiva, cola quente, DVD, aparelho de televisão, máquina fotográfica, aparelho de som, CDs, EVA, papel manilha etc.

AVALIAÇÃO

O processo de avaliação ocorrerá de forma gradativa e contínua, sendo através da observação diária da criança, da análise dos registros bem como da auto-avaliação da professora.


REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:

Rodrigues, J.N. 2007. Placar da Vida: uma análise do Programa ¨Paz no Trânsito” no Distrito Federal. (Dissertação de Mestrado em Sociologia). Brasília. Universidade de Brasília. 116p. Disponível em: http://biblioteca.universia.net/ficha.do?id=32144564

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Projeto didático Parlendas



PROJETO DIDÁTICO
 Brincando e Aprendendo com Parlendas.
INSTITUIÇÃO:
TURMAS: Maternal II
PROFª:
ÁREAS DE CONHECIMENTO: Linguagem Oral/Escrita, Natureza/Sociedade,  Linguagem Plástica e Linguagem  Musical.
DATA DE ÍNICIO: 23/07/2014     TÉRMINO: 22/08/2014

JUSTIFICATIVA:

Em geral as crianças sentem-se muito atraídas pelas parlendas, por ser um tipo de texto com ritmo e sonoridade que diverte e ensina, favorecendo as atividades com leitura e escrita. Nesse sentido este projeto objetiva o desenvolvimento da linguagem oral e da expressão corporal dos alunos através das parlendas. Em nossa sociedade do conhecimento, o papel da escola ganha nova importância. Está nas mãos da escola, criar espaços e tempos para que as crianças vivam plenamente sua infância, desenvolvam sua criatividade ao invés de reproduzir comportamentos estereotipados, adquiram uma bagagem cultural que lhes permita inserir-se criticamente na sociedade, sendo capazes de transformá-la. Transmitir o legado cultural constituído pela humanidade é uma das funções primordiais da educação. O resgate da tradição cultural e do folclore infantil presente nas parlendas, adivinhas e trava-línguas é uma das funções deste processo, pois esse tesouro constituído ao longo dos séculos não pode ser perdido.
Vale a pena trazer as cantigas e parlendas para a educação infantil por uma série de fatores, como nos lembra Fanny Abramovich: pelo seu valor social, pois “vieram de tão antigamente, quando as avós de nossas avós já faziam roda, davam as mãos e cantavam por horas essas cirandas tão belas, tão plenas de elementos importantes, significativos, belos”; pelas possibilidades de amadurecimento emocional que carregam em seus textos: “quanta declaração de amor, quanto ciuminho, quanta inveja passava na cabeça de todos”, pela expressão corporal que permitem e pelo conhecimento do corpo, “tantas outras aproximações corporais que uma ciranda proporciona”, pela brincadeira e pelo movimento em si: “usar todos os movimentos, brincando de modo gostoso, solto, fora da sala de aula... no mundo”.

OBJETIVO GERAL:
Permitir que as crianças possam brincar com parlendas, trava-línguas em atividades rítmicas que trabalhem percepção sonora, atenção e concentração, através do resgate da nossa herança cultural.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
Levar os alunos à:
- Propiciar a ampliação da linguagem oral;
- Dar ao aluno a oportunidade de memorizar e reproduzir rimas e parlendas;
- Desenvolver a percepção auditiva e visual através de parlendas;
-Produzir diversas técnicas plásticas tais como: desenho, modelagem, colagem e pintura através das parlendas;
-Desenvolver a coordenação motora;
- Desenvolver a sociabilização.
- Desenvolver a motricidade ampla/fina;
- Ampliar a criatividade dos estudantes;
- Ampliar o conhecimento das cores. 

MATERIAIS NECESSÁRIOS:
CDs, aparelho de som, cartolinas, pincéis atômicos, giz de cera, tesoura, DVD, aparelho de televisão, gravuras, livros didáticos, livros de parlendas, máquina digital, papel manilha etc.

PROCEDIMENTOS DIDÁTICOS  ( DESENVOLVIMENTO):
Durante o desenvolvimento deste projeto, algumas atividades serão desenvolvidas de forma coletiva e individual com os estudantes.
No primeiro momento, será formado o círculo da conversa com os estudantes, dialogando sobre as atividades. Também, serão contadas diversos contos infantis e parlendas  para os estudantes.
Serão promovidas várias atividades rítmicas relacionadas com o tema em destaque com os estudantes.
Cantar e dançar a música em vários ritmos até que os alunos conheçam e
entendam o ritmo e a letra;
Pedir que imitem através de gestos os ritmos da parlenda do dia;
Escrever várias parlendas com ilutrações em cartolinas e fixar na sala de aula;
Organizar pequenos círculos onde cada aluno ouvirão e acompanharão com gestos várias parlendas.

CULMINÂNCIA:
Será feita uma exposição através de um painel com todas as atividades realizadas pelos alunos (as) durante o desenvolvimento do projeto para as demais turmas da instituição.

AVALIAÇÃO:
Será através de registro por parte do professor(a) de cada aluno (a) do desenvolvimento da aprendizagem frente as atividades individuais e coletivas propostas durante a realização do projeto em destaque.

outras atividades folclore


+ atividades folclore
















atividades folclore


















atividades folclore













CANAL PEDAGÓGICO

Comente:

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também