Seguidores

Pesquisar este blog

PARA SALVAR AS IMAGENS, CLIQUE NAS IMAGENS PARA VISUALIZAR MELHOR.

1. Escolha a imagem;
2. Clique no botão direito do mouse;
3. Escolha a opção “Salvar Imagem Como ...”
4. Escolha o local a ser salvo a imagem;
5. Clique em salvar e pronto.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Planejamento semanal de ensino


PLANEJAMENTO DE ENSINO SEMANAL
02/08/2010 a 06/08/2010

INSTITUIÇÃO:
TURMA: Maternal II ( vesp)
PROFª: Claudia
DIREÇÃO:
COORDENAÇÃO:
AREA DE CONHECIMENTO: Linguagem Oral, Ciências e Arte
DISCIPLINAS: linguagem sonora/oral e linguagem Plástica.
CONTEUDOS:
Contos infantis, cantigas infantis, A figura do “Pai”, cores, figuras geométricas.

OBJETIVO GERAL:
Desenvolver a valorização do papel do “Pai”, conscientizando os alunos sobre os valores morais tais como: obediência, respeito e compreensão da importância da figura do pai na família.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
Criar estratégias de ensino para que o aluno (a):
- compreenda a importância do papel do “Pai” na seio da família;
- desenvolva a expressão oral e sonora;
- desenvolva a expressão corporal;
- reconheça a qualidade do pai;
- revise as cores através das atividades em sala;
- desenvolva a criatividade da criança;

METODOLOGIA
Leitura de textos e livros de literatura, confecção de lembrancinha, poesias/versos e confecção de cartões.
As atividades serão desenvolvidas de forma coletiva e individual com a interação professor e aluno.


RECURSOS
Televisão, DVD, sulfite, canetinhas coloridas, lápis de cor, papel manilha, tesoura, cola, tinta guache, giz de cera, aparelho de som etc.

1º Dia (segunda-feira)
- círculo da conversa e oração do “Pai Nosso”.
- cantigas infantis animais.
-DVD (..................................................................................................).
- lanche.
- brincadeiras no pátio da escola (jogos de montar pedagógico e boliche).
- espera dos pais ouvindo estorinhas infantis.

2º Dia (terça-feira)
-Círculo da conversa, oração “Pai Nosso e cantigas infantis.
-Colagem no sulfite com a gravura “Pai”.
- Lanche;
- brincadeiras de cantos;
- leitura de livros e preparação para a saída.

3º Dia ( quarta-feira)
- Círculo da conversa, oração “Pai Nosso e cantigas infantis.
- conto infantil;
- pintura no sulfite;
- parque;

- desenho infantil e espera dos pais.

4º Dia ( quinta-feira)
- Roda de oração “Pai Nosso”, Conto Infantil e cantigas infantis.
- Conversa sobre a importância da figura do “pai”.
- brincadeira com música na sala de aula.
- lanche.
- hora-atividade
-hora-atividade.

5º Dia ( sexta-feira)
- Rodinha da conversa; observação do tempo; calendário; e chamadinha.
- colagem no papel manilha com a gravura “Pai” de forma coletiva.
- hora atividade
- hora atividade

AVALIAÇÃO
A avaliação será através da observação e registro do desenvolvimento da aprendizagem dos alunos durante as atividades propostas em sala de aula.

planejamento semanal de ensino

-->
PLANEJAMENTO DE ENSINO SEMANAL
26/06/2010 a 30/06/2010

INSTITUIÇÃO: 
TURMA: Maternal II ( vesp)
PROFª: Claudia
DIREÇÃO:
COORDENAÇÃO:
AREA DE CONHECIMENTO: Linguagem Oral, Ciências e Arte 
CONTEUDOS:
Animais domésticos (vertebrados).
 OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Criar estratégias de ensino para que o aluno (a):
- compreenda as principais características dos animais domésticos (vertebrados);
- conhecer e compreender os principais cuidados  que devemos ter com os animais domésticos ( higiene, vacinação e alimentação);
- conhecer alguns animais domésticos ( cachorro, gato, etc.)
 - desenvolver a linguagem oral;
- compreender o conceito de grande e pequeno;
- revisar as cores.
METODOLOGIA
As atividades serão desenvolvidas de forma individual e em grupo com a interação professor e aluno.
Será formado o círculo da conversa com cantigas e contos infantis.
Os alunos assistirão o filme “......................................... ” para conhecerem as principais características dos animais domésticos  (vertebrados).
Serão desenvolvidas diversas atividades relacionadas com o tema tais como: pintura, colagem, imitação com o som dos animais entre outras. 
RECURSOS
Televisão, DVD, sulfite, canetinhas coloridas, lápis de cor, papel manilha, tesoura, cola, tinta guache, giz de cera, aparelho de som etc. 
1º Dia (segunda-feira)
- círculo da conversa e oração do “Pai Nosso”.
- cantigas infantis animais.
-DVD (..................................................................................................).
- lanche.
- brincadeiras no pátio da escola ( boliche, roda em círculo, jogos de montar pedagógico).
- espera dos pais assistindo desenho na televisão.
2º Dia (terça-feira)
-Círculo da conversa, oração “Pai Nosso e cantigas infantis.
 -Colagem no sulfite com a gravura de animais domésticos colagem.
- Lanche;
- Caixa de brinquedos;
- Quebra-cabeça e preparação para a saída
3º Dia ( quarta-feira)
- Círculo da conversa, oração “Pai Nosso e cantigas infantis.
 -Brincadeira de imitação de animais com música;
- Lanche;
- parque;
- desenho infantil e espera dos pais.
4º Dia ( quinta-feira)
- Atividades iniciais de rotina: Rodinha – Bom dia; observação do tempo; Calendário; Oração; Chamadinha.
- Roda de Conto Infantil (.........................................................................).
- Conversa sobre os animais domésticos.
-Pintura  de desenho de animais domésticos no sulfite com giz de cera.
- lanche.
- hora-atividade
-hora-atividade.


5º Dia ( sexta-feira)
- Atividades iniciais de rotina: Rodinha – Boa tarde; observação do tempo; Calendário; Oração e Chamadinha.
- Roda de conto infantil (..................................................................................)
- massinha de modelar caseira.
- hora atividade
- hora atividade
AVALIAÇÃO
A avaliação será através da observação e registro do desenvolvimento da aprendizagem dos alunos durante as atividades propostas em sala de aula. 

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Prática Docente



A escola é o lugar em que todas as crianças devem ter as mesmas oportunidades, mas com estratégias de aprendizagem diferentes.
As crianças são o resultado de suas experiências. Para compreender seu desenvolvimento é preciso considerar o espaço em que elas vivem, a maneira como constroem significados, as práticas culturais, etc.
Pense quantos tipos ou estilos de aprendizagem há em sua sala de aula? Alguns estudantes são mais introvertidos e se dão bem fazendo trabalhos manuais. Outros são mais elétricos e precisam de agitação. Não há certo ou errado, melhor ou pior. É tudo uma questão de respeitar as diferenças.
A saída está em promover diversas atividades, de conteúdos diferentes ou iguais, na mesma turma, respeitando o tempo de cada criança.
O ideal é que façam parte da rotina diária de um aluno:
  • trabalho em grupo;
  • trabalho em dupla e
  • trabalho individual.
o mesmo vale para os espaços:
  • no pátio;
  • no laboratório;
  • na sala de aula etc.
E também com materiais pedagógicos que explorem todos os sentidos:
  • massinha,
  • tinta,
  • argila,
  • jogos didáticos esportivos,
  • maquetes,
  • música,
  • dança etc.
A expressão zona proximal de desenvolvimento surgiu com o psicólogo russo Lev Vygotsky  (1896-1934), que a usou para esclarecer como se estruturam a aprendizagem e a interação das pessoas do ponto de vista da construção do conhecimento. Ela é a distãncia entre o nível de desenvolvimento real de um aluno, ou seja, um saber que ele já adquiriu e um nível mais elevado que ele pode alcançar com a ajuda do professor e de colegas que já dominem o ssunto.
Portanto, é de suma importância propor trabalhos em grupo e misturar os alunos que apresentem diversos níveis de aprendizagem para que cada um desenvolva diferentes maneiras de pensar e trabalhar. Esse conceito, hoje largamente difundido, confirma a dese de que a aprendizagem não depende apenas da estrutura biológica, mas também do meio e da qualidade dos estímulos que todos nós recebemos desde a primeira infância. Por isso,é papel de todo o professor ter muito claros os objetivos e rsultados que pretende alcançar com uma atividade, para não exigir mais nem menos da turma. 
Fonte:(revista nova escola, jan/fev/2003)

Como lidar com alunos desmotivados?



Educadores de todas as áreas de ensino se defrontam com este tema. Quais os procedimentos importantes para a motivação do aluno no processo de ensino-aprendizagem?
O psicólogo José Aloyseo da Universidade Estadual de Londrina ( apud Revista Nova Escola, jan/fev/2003),cita que a falta de motivação é causada por características pessoais do aluno e contexto da escola. O medo do fracasso e a forma de encará-lo; a falta de clareza sobre os objetivos da aprendizagem; e não satisfação das expectativas são alguns dos motivos de ordem pessoal.
Além deles, existem as influências de pais, colegas e grupos sociais, mais as experiências anteriores de cada um. Junte-se a isso o ambiente da escola e da sala de aula para o desenvolvimento das atividades. como a organização, a interação com o professor e a avaliação. É aí que o educador pode intervir.
As motivações intrísecas vêm do próprio aluno: a vontade de aprender e de buscar soluções para os problemas, a escolha e a realização de tarefas que sejam atraentes e desafiadoras para ele. O estudante pode também sentir uma necessidade pessoal de reconhecimento social ou de aprovação no grupo.
As extrínsecas vêm de fora: notas, aprovação no final do ano, estímulo familiar por médias elevadas. Esses elementos não podem ser um fim em si mesmos, mas se utilizados com critério e bom senso fazem surgir ou ressurgir a motivação intríseca.

Dicas práticas:
Independentemente da disciplina ou série, é possível manter alto nível de motivação afotando as posturas a seguir.
  • Mostre-se entusiasmado com os conteúdos e as competências que está ensinando;
  • Desperte a curiosidade destacando a relação do conteúdo com fatos corriqueiros;
  • Oriente a aprendizagem para a compreensão dos fenômenos, não para a memorização;
  • Elabore atividades que mostrem como o aluno evolui;
  • Use um ritmo que permita que todos acompanhem o encadeamento de idéias;
  • Mude as estratégias ao perceber que os alunos não aprenderam;
  • Estabeleça metas realistas e explique detalhadamente os objetivos, combinando regras;
  • Dê pistas de como superar as dificuldades sem revelar de imediato a solução;
  • Evite avaliações negativas, comparativas e ameaçadoras da auto-estima dos alunos.

CANAL PEDAGÓGICO

Comente:

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também